FANDOM



O Trem é um local explorável em Life is Strange: Before the Storm.

Episódio Um - "Despertar"

Rachel Amber convida Chloe Price a matar aula junto com ela e elas acabam entrando em um trem de carga, que as leva para o Mirante. Rachel não revela para onde elas estão indo e joga o jogo Duas Verdades e Uma Mentira com Chloe para passar o tempo. Ao chegarem no destino, Rachel incita Chloe a pular do trem para descobrir onde elas estão.

Grafite Opcional

  • Chloe pode adicionar uma continuação para outras frases escritas em uma parede do vagão após tirar uma caixa do caminho.

Interações

Usuários de Computador: Passe o cursor pelo texto para ver os comentários da Chloe.
  • Ela pode olhar para Rachel. (Comentário: Só mais um dia normal... matando aula... com a Rachel Amber...);
  • Ela pode olhar para alguns símbolos em uma parede. (Comentário: Pelo visto não fomos as primeiras a viajar de penetra. O que será que são esses símbolos?);
  • Ela pode olhar para uma etiqueta de postagem. (Comentário: É, o pai do Nathan é um destruidor de famílias. Mas isso não é novidade.);
  • Ela pode olhar para uma carga. (Comentário: Tenho a sensação de que a gente vai achar um cadáver aqui.);
  • Ela pode olhar e mover um caixote (necessário). (Comentário: Olhar: Já tenho onde sentar.
    Mover: É mais pesado do que parece.)
    ;
  • Ela pode olhar para um grafite na parede. (Comentário: "Vejo humanos, sem ver humanidade." "Todo mundo é alguém, mas ninguém quer ser quem é."
    Hum... que pichações moralistas nesse trem.)
    ;
  • Ela pode fazer um grafite abaixo deste grafite. (Comentário: Nós somos monstros: Humano é sinônimo de monstro.
    Todo mundo mente: Todo mundo mente. Gostei dessa.)
    ;
  • Ela pode olhar para livros em cima de uma carga. (Comentário: Era pra eu ter lido Huck Finn pra escola ano passado. Agora tô vivendo o livro. Price um, Twain zero.);
  • Ela pode sentar no caixote (necessário).
  • Ela pode falar com a Rachel (necessário).

Curiosidades

  • Quando Chloe está procurando um caixote para sentar e observa uma caixa de carga que pode ser encontrada no fundo do trem, ela diz, "Tenho a sensação de que a gente vai achar um cadáver aqui", possivelmente fazendo uma referência à série de jogos Hitman. Em Hitman, um tema bastante recorrente é a habilidade de esconder corpos na maioria das vezes em caixotes de carga. A série de jogos foi originalmente publicada pela Eidos Interactive em 2000, mas em 2009 foi comprada pela Square Enix.
  • Em uma das caixas, Chloe pode encontrar o livro As Aventuras de Huckleberry Finn do escritor americano Mark Twain.
  • Em meio aos símbolos desenhados em uma parede do vagão, há um grafite que diz "Aurora Creek". Este é o nome que a cidade de Arcadia Bay originalmente teria antes do escritor Christian Divine sugerir "Arcadia".
  • Há outro grafite que diz "Unity", uma provável referência à engine que a Deck Nine Games usou no desenvolvimento de Before the Storm.
  • Os símbolos no trem são hobóglifos.[1][2][3] O possível significado é de que a pessoa que está os escrevendo ou o lugar em que está escrevendo não esteja seguro. Estes mesmos símbolos que Chloe demonstra não saber o que são ao olhar para eles, são do mesmo tipo que os que podem ser encontrados na caminhonete dela em Life is Strange.
  • Nas paredes do trem, também há outras referências:
    • "Vejo humanos, sem ver humanidade" – uma frase de Jason Donohue.
    • "Todo mundo é alguém, mas ninguém quer ser quem é." – uma referência à música "Who Cares" do grupo de hip hop Gnarls Barkley.
    • "Todos os meus ídolos estão mortos." – uma possível referência à música "All My Idols Are Dead" da banda de rock Killola.
    • "A dor terá fim!" – uma possível referência à música de 1929 "Trouble Will Soon be Over" de Blind Willie Johnson.
  • Um dos símbolos na parede se parece muito com a insígnia do petróglifo da Caverna da Coruja, presente na série Twin Peaks.
  • Quando Chloe fala para Rachel que adora ciência, ela diz que acha o "Neil deGrasse Tyson o cara mais foda do mundo". Neil deGrasse Tyson é um famoso astrofísico, dramaturgo e divulgador científico americano.

Galeria

Referências